Manual

Catalogo

Downloads:

Esta válvula foi desenvolvida na década de 90, a partir da necessidade das siderúrgicas de adequar um projeto importado existente à necessidade operacional do sistema de sinterização.

Com o sistema de duplo cone invertido, que isola a temperatura do processo de sintetização em relação ao meio ambiente, se permite drenar para fora deste sistema, os rejeitos de pó de sinter. Desta forma, consegue-se atingir o objetivo principal, utilizando-se materiais mais leves e ao mesmo tempo mais apropriados ao fluido, o que trouxe também uma elevação na vida útil da válvula e menos paradas para trocas de sobressalentes.

As válvula Duplo Cone para descarga de Pó de Sinter possuem acionamento pneumático de dupla ação, válvula solenóide 5/2 vias, válvula de controle de vazão e fim de curso com indicador de posição da válvula (se totalmente aberta ou totalmente fechada). A válvula opera alternadamente sempre para isolar a temperatura do ambiente externo do processo de sinterização. 

Este projeto de sucesso foi instalado na maioria das empresas siderúrgicas que possuem processo de sinterização, e devido à flexibilidade do projeto, algumas empresas de tratamento de rejeitos, já iniciaram sua utilização em outras aplicações.
Esta válvula foi desenvolvida na decada de 90, a partir da necessidade de uma empresa siderúrgica de adequar um projeto importado existente à necessidade operacional do sistema de sinterização.

Com o sistema de duplo cone invertido, que isola a temperatura do processo de siterização em relação ao meio ambiente, se permite drenar para fora deste sistema, os rejeitos de pó de sinter. Desta forma, consegue-se atingir o objetivo principal, utilizando-se materiais mais leves e ao mesmo tempo mais apropriados ao fluido, o que trouxe também uma elevação na vida útil da válvula e menos paradas para trocas de sobressalentes.

As válvula Duplo Cone para descarga de Pó de Sinter possuem acionamento pneumático de dupla ação, válvula solenóide 5/2 vias, válvula de controle de vazão e fim de curso com indicador de posição da válvula (se totalmente aberta ou totalmente fechada). A válvula opera alternadamente sempre para isolar a temperatura do ambiente externo do processo de sinterização. 

Este projeto de sucesso foi instalado na maioria das empresas siderúrgicas que possuem processo de sinterização, e devido à flexibilidade do projeto, algumas empresas de tratamento de rejeitos, já iniciaram sua utilização em outras aplicações.